ONU reabre inscrições para curso técnico gratuito em energias renováveis

Nota do editor: Assistam o video para ver a diversidade de temas abrangidos.

O curso online foi desenvolvido pelo Observatório de Energias Renováveis para a América Latina e Caribe, da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), visando a promover a formação de profissionais na área de energias sustentáveis.

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), por meio do Observatório de Energias Renováveis para América Latina e Caribe, oferece vagas no programa de capacitação técnica sobre Energias Renováveis. O curso é aberto, online e gratuito, e fornece certificado digital para os participantes aprovados. Mais de 40.000 usuários de 133 países já participaram do curso, que está com as inscrições reabertas. Continue lendo

Anúncios

ONU alerta: apenas 20% da água residual é tratada, provocando riscos para saúde e biodiversidade

Apenas 8% dos países de baixa renda são capazes de tratar as águas residuais. Foto: ONU Água

Apenas 8% dos países de baixa renda são capazes de tratar as águas residuais. Foto: ONU Água

Em tempos de crise hídrica, uma solução para minimizar a falta de água pode ser sua reciclagem. Mas, apenas 20% da água residual do mundo é atualmente tratada, prejudicando, principalmente, os países de baixa renda. A informação faz parte de um relatório elaborado por várias agências da ONU e divulgado na última segunda-feira (02).

O documento, produzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA) e o Programa da ONU para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), em nome da ONU Água, intitulado Wastewater Management- A UN-Water Analytical Brief (Gestão de Águas Residuais – Uma breve análise da ONU sobre a água), descreve os danos provocados no ecossistema e biodiversidade pela contaminação da água e a falta de tratamento, que prejudicam a saúde, as atividades econômicas e a segurança desse recurso natural.

medium_Screen Shot 2015-01-27 at 09.47.14

Clique aqui para baixar o report

Nos países de baixa renda, esse problema se agrava, com apenas 8% dos países capazes de tratar as águas residuais. O acesso escasso à água e a contaminação desse bem natural geram doenças graves, que poderiam ser facilmente evitadas, principalmente na África, onde mais de 547 milhões de pessoas carecem de acesso a saneamento básico.

Para o diretor executivo do ONU-Habitat, Joan Clos, o gestão da água residual deve ser parte integral do planejamento urbano e da legislação de um país e a Conferência sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III), que acontece em 2016,  oferecerá uma oportunidade para tratar esse tema de forma global.

Já o chefe do PNUMA, Achim Steiner, ressaltou que cerca de 70% dos resíduos industriais em países em desenvolvimento não são tratados. Uma cifra que se bem administrada pode converter-se em uma oportunidade de conservação e acesso para diferentes setores.

“A agricultura consome 70% da extração global de água, mas a irrigação da agricultura com água residual reaproveitada está em alta e é usada para irrigar entre 20 e 45 milhões de hectares em todo o mundo. Isso é apenas uma fração do que é possível, se políticas e tecnologias disponíveis convergirem para assegurar que a água residual e água de qualidade sejam integradas em uma agenda de água mais holística dentro do processo pós-2015”, adicionou.

#WATERIS – O website do Dia Mundial da Água 2015 está no ar

1_wwd_2015

A edição 2015 do website do Dia Mundial da Água já esta on line (www.worldwaterday.org). Ele leva o visitante a uma viagem para aprender sobre a “água e desenvolvimento sustentável” – o tema de 2015 – e ter idéias e recursos para se juntar às comemorações mundiais em 22 de março.

A água está no centro do desenvolvimento sustentável. Descubra  as ligações de água com a saúde, a natureza, a urbanização, indústria, energia, alimentos e igualdade.

 2_wwd_2015

O QUE É O DIA MUNDIAL DA ÁGUA?

O Dia Mundial da Água é marcado em 22 de março de cada ano. É um dia para comemorar a água. É um dia para se fazer a diferença com os membros da população mundial que sofrem de problemas relacionados com a água. É um dia para se preparar para a forma como iremos gerir a água no futuro. Leia mais aqui

CADASTRE AS CELEBRAÇÕES!

3_wwd_2015Como podemos celebrar o Dia Mundial da Água? Onde posso encontrar informações para os meus alunos? Posso me juntar a outros eventos? Tudo isso e muito mais aqui.

PROMOVA SEUS EVENTOS E VEJA O QUE ESTÁ ACONTECENDO EM SUA REGIÃO

4_wwd_2015Cadastre seu evento no site do Dia Mundial da Água e obtenha visibilidade. Aqui você também pode descobrir como juntar-se outros eventos perto de você.

5_wwd_2015#WATERIS ….

O que é a água para você? Alimento? Saúde? Vida? Clima? Junte-se à campanha de 2015 de mídias sociais, dizendo-nos o que a água é para você. Por que não tirar uma foto e enviá-la para nós com a hashtag #WaterIs.

6_wwd_2015

LOGO EM SEIS IDIOMAS

Faça o download do logotipo do Dia Mundial da Água em várias línguas e use-o para comemorar o Dia Mundial da Água. Sinta-se livre para também enviar-nos as suas traduções em outras línguas.

7_wwd_2015COLOCAÇÃO DE CARTAZES

Sete áreas de ligação entre a água e desenvolvimento sustentável são exibidos em sete posters A3 que estão prontos para imprimir. Por que não colocá-los no evento que você está organizando acompanhado por posters caseiros sobre o mesmo tema?

 8_wwd_2015

A ÁGUA SÃO ROUPAS

Baixe estes projetos  e  imprima-os em camisetas para vestir no Dia Mundial da Água. Se você usar uma camiseta 100% reciclada para imprimir você também salva milhares de litros de água, que são usados para a fabricação de uma camiseta.

WMO: 2050 – Previsões do tempo para o futuro – Campanha

A Organização Meteorológica Mundial (World Meteorological Organization – WMO) lança mundialmente uma série de boletins meteorológicos imaginários – mas realistas – para o ano de 2050 com apresentadores de televisão conhecidos em seus países de origem. A campanha foi concebida para sensibilizar as pessoas sobre os impactos locais das mudanças climáticas.

A primeira previsão lançada foi da jornalista brasileira Claudia Celli, da RPC-TV, afiliada da Rede Globo no Paraná, para o dia 8 de junho de 2050. Chuvas no Sul do Brasil e oeste da Amazônia deverão ultrapassar os níveis mensais em apenas alguns dias, aumentando o risco de inundações e deslizamentos de terra, contrastando com uma seca que dura meses no Nordeste do Brasil e leste da Amazônia. É mais um dia quente, com temperaturas ultrapassando os 30°, mesmo com a chegada do inverno. O vídeo também traz uma entrevista com o Professor Jose Antonio Marengo, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), sobre os impactos das mudanças climáticas no Brasil e uma fala do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-Moon.

Boletins meteorológicos semelhantes na Dinamarca, Zâmbia, Burkina Faso, Estados Unidos, Bulgária, Filipinas, Bélgica, África do Sul, Islândia, Alemanha e Tanzânia serão exibidos nos próximos dias.

climate_summit_2014

Continue lendo

Nova publicação PNUD: User’s Guide on Assessing Water Governance

Nota do Editor: como alguns de vocês sabem, estou concluindo meu Mestrado em Sustentabilidade Econômica e Ambiental terminando minha dissertação que trata dos motivos pelos quais a política de recursos hídricos nacional (e nos Estados) tem pouca efetividade. Tive que cair necessariamente na questão da governança das águas, que possivelmente é um dos grande temas ligados à matéria neste século. Com isso, tenho recebido contribuições e encontrado publicações interessantes sobre water governance, sendo o User’s Guide on Assessing Water Governance , do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento uma destas, que saiu recentemente. Divido aqui com vocês e espero que aproveitem.

Clique na imagem para baixar o arquivo

Clique na imagem para baixar o arquivo

A governança das águas surgiu como uma das áreas mais importantes no contexto do desenvolvimento e serviços sustentáveis dos recursos hídricos, necessária para responder à escassez de água global – uma crise que não se trata de ter muito pouca água para satisfazer as nossas necessidades, mas de gestão da água e de torná-la acessível a todos.

O User’s Guide on Assessing Water Governance (Guia do Usuário para Avaliação de Governança das Águas) é um instrumento pertinente, que vem na hora certa para os profissionais de desenvolvimento e gestores, mas de modo mais importante para os governos, departamentos de água, autoridades locais e sociedade civil, para auxiliar a avaliação da situação de como a água é fornecida, a quem, como e identificar gargalos e desafios.

 Este guia tem como objetivo auxiliar os profissionais para projetar e conduzir avaliações de gestão dos recursos hídricos de forma mais eficaz dentro de seus próprios contextos locais ou nacionais. Ele também oferece orientação sobre uma série de temas concretos, como quais os aspectos de governança são importantes para observar, a escolha dos indicadores, coleta de dados, a forma de gerenciar os processos de muitas partes interessadas e como usar os resultados para influenciar as políticas. Continue lendo

Budapest Water Summit -Water Youth Network abre minuta de declaração para sugestões

O que deve ser feito para garantir que todos tenham acesso à água no mundo?

bws_logo

De 8 a 11 de outubro, chefes de estados membros da ONU, cientistas, jovens e representantes da sociedade civil participarão do Budapest Water Summit, evento que decidirá quais ações devem ter prioridade na gestão dos recursos hídricos na agenda internacional de desenvolvimento pós-2015. Ao final do encontro será elaborada uma recomendação oficial a ONU para destacar o papel da água e saneamento como uma das novas Metas de Desenvolvimento do Milênio.

Water Youth NetworkA Water Youth Network, rede criada para articular o protagonismo dos jovens profissionais na área de recursos hídricos, está elaborando a declaração dos jovens e você pode contribuir! Até o dia 22 de setembro, o documento (em inglês) estará aberto para edição livre por jovens do mundo todo.

Registre as suas ideias para melhorar a gestão da água neste link: http://meetingwords.com/BWSyouthstatement

11/09 – Ao vivo – FAO lança relatório sobre o impacto ambiental do desperdício de alimentos

Um terço de todos os alimentos produzidos no mundo é perdido ou desperdiçado. Crédito: FAO

Um terço de todos os alimentos produzidos no mundo é perdido ou desperdiçado. Crédito: FAO

10 de setembro de 2013 • Comunicados

Na próxima quarta-feira, 11 de setembro, às 10h30 (hora central europeia – 5h30 horário de Brasília), a FAO apresenta um relatório detalhando os impactos ambientais do desperdício de alimentos.
O evento acontece na sede da FAO em Roma (Itália) e terá a presença do Diretor-Geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, e do Diretor Executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Achim Steiner. O evento será transmitido ao vivo pela Internet através do link http://www.fao.org/webcast/.
A cada ano, 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são desperdiçados ou se perdem, seja durante a sua produção e processamento, pelo comércio varejista, ou com o consumidor. A água, a terra e outros recursos naturais usados para produzir estes alimentos também são desperdiçados, ao mesmo tempo em que se liberam na atmosfera os gases de efeito estufa que são gerados ao produzir, processar e cozinhar estes alimentos.
O novo documento da FAO, O Rastro do Desperdício dos Alimentos – Impactos nos Recursos Naturais é o primeiro estudo a analisar especificamente as repercussões ambientais do desperdício de alimentos.
Uma publicação complementar – Caixa de Ferramentas: Reduzir os Rastros do Desperdício de Alimentos – também será apresentada e possui recomendações para a ação e exemplos sobre como está sendo enfrentado o problema do desperdício de alimentos em todo o mundo.

Fonte; http://www.onu.org.br/fao-lanca-relatorio-sobre-o-impacto-ambiental-do-desperdicio-de-alimentos/

%d blogueiros gostam disto: