DESA/ONU: Acontecendo agora – reunião “O papel da sociedade civil na agendas de desenvolvimento pós-Rio+20 e pós-2015”

823457_256739581126478_2035592466_o

Está contecendo hoje a tarde reunião da Divisão de Política e Desenvolvimento Social da ONU com representantes dos Major Groups da Rio +20, como evento paralelo á  51 ª Sessão da Comissão para o Desenvolvimento Social, sobre o papel da sociedade civil na agendas de desenvolvimento pós-Rio+20 e pós-2015. Saiba mais sobre este evento pelo link: http://bit.ly/CSocD13 Informações, documentos e posterior arquivo de webcast disponível.

 

 

 

Comissão Européia recolhe opiniões sobre formas de dar seguimento à Conferência Rio+20

A Cimeira Mundial Rio+ das Nações Unidas, realizada no Rio de Janeiro em junho de 2012, teve como objetivo assegurar um compromisso político renovado em prol do desenvolvimento sustentável. Como seguimento da conferência, a Comissão Europeia deseja desenvolver ações específicas e medidas concretas para tornar o desenvolvimento sustentável uma realidade, na UE e a nível mundial. Está assim a realizar uma consulta pública para recolher pontos de vista e ideias. Estes contribuirão para uma comunicação da Comissão sobre o seguimento da Conferência Rio+20, prevista para o primeiro trimestre de 2013. A consulta está aberta até 15 de janeiro de 2013.

O Comissário responsável pelo Ambiente Janez Potočnik declarou: «A Conferência Rio+20 não foi apenas mais uma conferência – foi sim um apelo forte e claro à realização de ações com vista a garantir um futuro sustentável a nível mundial e um convite à mudança para que possamos melhorar e manter a nossa qualidade de vida, respeitando simultaneamente os limites do único planeta que partilhamos. A Conferência Rio+20 deu o impulso; está agora nas nossas mãos fazer do desenvolvimento sustentável uma realidade em todos os cantos do planeta. E queremos envolver todos os cidadãos no debate sobre as medidas concretas que é necessário tomar.»

A consulta pública procura obter contributos sobre um certo número de questões políticas em torno de cinco linhas principais:

1. Políticas destinadas a avançar no sentido de uma economia ecológica inclusiva, como um meio para alcançar o desenvolvimento sustentável na UE e a nível mundial. Continue lendo

Webdicas: Comunicado IPEA n.º 151 Os Desafios do Desenvolvimento Sustentável para a América Latina na Rio+20

Estava devendo para alguns leitores este comunicado do IPEA de nº 151 Os Desafios do Desenvolvimento Sustentável para a América Latina na Rio+20, lançado conjuntamente com a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe das Nações Unidas (CEPAL) durante a Rio+20. O documento apresenta arcabouços para uma estratégia de desenvolvimento sustentável na América Latina e no Caribe, com base em uma visão integrada dos aspectos econômicos, sociais e ambientais. Para tanto, realiza um diagnóstico da região para o período de 1992 a 2010 e sistematiza as discussões sobre estratégias de desenvolvimento sustentável para a América Latina e suas consequências para o desenvolvimento de uma região que se caracteriza por ser periférica aos países centrais do capitalismo mundial.

para baixar o Comunicado, clique aqui.

CAPES: Livro com contribuição da pós-graduação ao desenvolvimento sustentável está disponível para download

Publicada por Assessoria de Comunicação Social da Capes

Sexta, 31 de Agosto de 2012 11:02

O livro Contribuição da pós-graduação brasileira para o desenvolvimento sustentável – Capes na Rio +20 está disponível para download. A publicação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) foi lançada em junho durante as atividades da Rio +20, conferência das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável.

A publicação tem como base informações provenientes do Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG) 2011-2020 (Volume I) e dos Documentos Setoriais deste Plano (Volume II), além de incluir textos elaborados por especialistas de reconhecimento internacional. Aos estudos do PNPG foram acrescidos outros, oriundos de contribuições de consultores e de coordenadores de áreas de avaliação da Capes.

O texto registra a evolução da pós-graduação brasileira no enfoque do desenvolvimento sustentável e seus marcos históricos, além do quadro atual e desafios da pós-graduação relacionados aos temas da Rio+20, sendo apresentados aspectos ligados aos importantes instrumentos para formação dos recursos humanos.

Faça o download do livro (versão em português / versão em inglês).

Mensagem do Ex-Ministro Jose Carlos Carvalho sobre o Relatório Final da Rio + 20.

O Relatório final da Conferencia das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a RIO + 20, cumpriu o papel para o qual ela foi imaginada pelos Países que realmente mandam: abriu espaço para  mais retórica global sobre o meio ambiente, frustrou as expectativas da maioria das pessoas sobre a consolidação dos paradigmas do desenvolvimento sustentável nas suas três dimensões, renovou as esperanças daqueles que nunca as perdem e, sobretudo, serviu, mais uma vez,  para protelar os compromissos.

Novamente, um enorme esforço planetáro foi realizado para evitar retrocessos, ao invés de abrir caminhos para o lançamento de metas, prazos e meios de implementação rumo a sustentabilidade. O documento oficial da Conferencia não foi apenas modesto. Em relação a compromisos concretos foi pífio.

Pude constatar, como chefe da delegação brasileira em Joanesburgo, em 2002, na Rio + 10, que esta mesma realidade já se prenunciava. Continue lendo

Rio+20: Brasil detalha acordos do documento ‘Futuro que Queremos’

Após anunciar o “Futuro que Queremos”, documento final da Rio+20, o Governo brasileiro detalhou os pontos mais críticos que vinham travando as negociações. As delegações chegaram hoje (19/06) a um consenso sobre questões-chaves como o fortalecimento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a manutenção dos princípios do Rio, incluindo o “princípio das responsabilidades comuns, mas diferenciadas” e a criação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável para 2015.

Acesse aqui o documento “O Futuro que Queremos“.

“Fizemos nosso papel para que os Chefes de Estado cheguem à Cúpula (com um texto acordado pelas delegações)”, afirmou o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota. “Trata-se de um texto de consenso que aponta direções.”

Diretrizes para PNUMA

A definição final sobre o futuro do PNUMA só deverá ser conhecida em Nova York durante a 67ª Assembleia Geral da ONU, em setembro de 2012. O documento, finalizado com 49 páginas, aponta diretrizes como o aumento dos recursos financeiros, a criação de um conselho com participação de todos os Estados-Membros da ONU e a ampliação da capacidade política de definir estratégias ambientais dentro do sistema Nações Unidas. Continue lendo

Rio+20: sociedade civil pede a Chefes de Estados o fim de subsídios para energias fósseis

Especialistas, representantes da sociedade civil e público em geral presentes nos Diálogos Sustentáveis votaram na segunda-feira (18/06) pelo fim de subsídios a combustíveis fósseis, por metas ambiciosas de energias renováveis e pelo acesso universal, igualitário e barato da energia sustentável para todos até 2030.
As três recomendações serão levadas a Chefes de Estado que participam a partir de amanhã (20/06) da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20).

“’O acesso a energia para os países em desenvolvimento tem que ser universal. Além disso, é preciso atingir um aumento de investimento para esse acesso e garantir energia para todos até 2030”, diz a Secretária-Executiva da organização não governamental Energia, Sheila Oparocha.

Os Diálogos Sustetáveis, promovidos pelo Governo brasileiro durante o processo de negociações da Rio+20, teminaram hoje (19/06). Ao todo, foram 10 rodadas temáticas, cada um delas definindo três propostas.

_____________________
%d blogueiros gostam disto: