Apoio ao TCC: publicações da FEAM sobre saneamento

pgriccMuitos alunos nos procuram pedindo dicas de fontes bibliográficas para seus trabalhos de conclusão de curso, os famigerados TCCs. Considerando que nossa função como professor não deve se limitar a sala de aula, decidimos colocar alguns posts de vez em quando com materiais e publicações que, mesmo sendo básicas, podem ajudar muito.

Além disso, em posts sobre novos conteúdos que acharmos que podem interessar, usaremos a tag “tcc” para classificá-los também. Assim, quando precisarem, é só digitar no campo de busca do blog tcc que acharão boas indicações (LÓÓÓGICO, esperamos que vocês busquem muitas outras fontes em livros, sites e outros lugares adequados para tanto).

Para começar, Continue lendo

Anúncios

Alimentos não saudáveis causam mais de 200 doenças; OMS ensina cinco medidas preventivas

No Dia Mundial da Saúde, marcado nesta terça-feira (7), a agência da ONU para a área da saúde pede uma ação para prevenir estes alimentos em toda a cadeia alimentar, desde a produção ao consumo, e recomendou cinco medidas fundamentais para evitá-los; veja o vídeo.

A contaminação dos alimentos por bactérias, vírus, parasitas ou substâncias químicas nocivas causam mais de 200 doenças, desde a diarreia ao câncer. A fim de aumentar a conscientização e promover ações para manter segura toda a cadeia alimentar, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) elegeu o tema “Do campo à mesa, obtendo alimentos seguros” para marcar o Dia Mundial da Saúde 2015, comemorado nesta terça-feira, 7 de abril. Continue lendo

STF: Audiência pública sobre campos eletromagnéticos reuniu 21 especialistas no STF

stfApós três dias debates, foi finalizada nesta sexta-feira (8) no Supremo Tribunal Federal (STF) a audiência pública que reuniu 21 especialistas para falar sobre os efeitos dos campos eletromagnéticos sobre a saúde pública e o meio ambiente.

Também foram discutidos os investimentos e tecnologias necessários caso seja feita a opção por reduzir o campo eletromagnético das linhas de transmissão do país e as repercussões práticas e econômicas dessa opção.

“Ouvimos aqui técnicos de todas as áreas: energia, engenharia, saúde pública e, com isso, poderemos ter uma visão mais ampla, mais geral, de toda a questão colocada a respeito dessa situação”, destacou o ministro Dias Toffoli ao final da audiência.

Relator de um recurso (RE 627189) em que se discute se a Eletropaulo deverá ou não diminuir a radiação do campo magnético em linhas de transmissão elétrica, Dias Toffoli convocou a audiência pública pela relevância do assunto.

“A exposições são extremamente importantes para a avaliação do tema colocado, haja vista que essa questão vai envolver o instituto da repercussão geral, ou seja, balizará outras situações como tais em todo o país”, alertou o ministro. Continue lendo

PNUMA: Novo relatório – É necessário ação urgente para reduzir as ameaças de químicos à saúde e ao meio ambiente

05 de setembro de 2012

Relatório da ONU mostra que a intensificação química das economias de países em desenvolvimento significa maior risco de exposição a substâncias perigosas

Novo estudo mostra que o tratamento adequado de químicos pode trazer grandes benefícios econômicos e dar suporte à Economia Verde

Genebra / Nairóbi / Cidade do México / Nova York, 5 de Setembro de 2012 – De acordo com um novo relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), uma ação coordenada entre governos e indústria é urgentemente necessária para reduzir as crescentes ameaças à saúde humana e ao meio ambiente, oferecida pelo manejo insustentável de químicos no mundo.

Esses riscos são agravados pela mudança constante na produção, uso e descarte de produtos químicos em países desenvolvidos, emergentes e em desenvolvimento, onde medidas e regulamentos de proteção costumam ser fracos, diz o relatório.

O Global Chemical Outlook (Panorama Global de Químicos) do PNUMA, lançado hoje, destaca o peso de químicos nocivos sobre a economia, particularmente em países em desenvolvimento.

Entre 2005 e 2020, o custo acumulado de doenças e injúrias decorrentes de pesticidas na agricultura de pequena escala da África Subsaariana poderia alcançar USD $90 bilhões.

Um manejo de qualidade dos químicos pode reduzir gastos financeiros e de saúde, e beneficiar meios de subsistência, dando suporte a ecossistemas, reduzindo a poluição e desenvolvendo tecnologias verdes, diz o estudo.

O lançamento desse relatório — a primeira avaliação compreensiva desse tipo — dá seguimento a compromissos renovados por países na Cúpula Rio+20 para a prevenção do despejo ilegal de resíduos tóxicos, o desenvolvimento de alternativas seguras para químicos nocivos em produtos e aumento dos níveis de reciclagem de lixo, dentre outras medidas. Continue lendo

“OECD Environmental Outlook to 2050: The Consequences of Inaction” – Agir agora ou enfrentar consequências caras no futuro

Ambiente: Agir agora ou enfrentar consequências caras no futuro, alerta OCDE

15/03/2012 – Apesar dos desafios imediatos enfrentados pelos países no contexto de restrição das finanças públicas e desemprego elevado, não deve deixar de enfrentar os desafios de longo prazo. Devemos agir agora para evitar danos irreversíveis ao meio ambiente.

“Precisamos de novas fontes de crescimento. O crescimento verde pode ajudar os governos a enfrentar os desafios e pressões que eles enfrentam hoje. Agricultura Verde, a oferta sustentável de água e energia e da indústria será fundamental para atender as necessidades de 9 bilhões de pessoas até 2050”, disse o secretário-geral da OCDE, Angel Gurría.

A OECD Perspectiva Ambiental para 2050: As consequências da inação (OECD Environmental Outlook to 2050: The Consequences of Inaction) apresenta as últimas projeções de tendências socioeconômicas para as próximas quatro décadas, e suas implicações em cada uma das quatro áreas de preocupação: as mudanças climáticas , biodiversidade , água e impactos na saúde da poluição ambiental. Apesar da recente recessão, estima-se que a economia mundial irá quadruplicar até 2050. Padrões de vida irão ser acompanhados por um aumento da demanda por alimentos, energia e recursos naturais e aumento da poluição. Os custos da inação podem ser exorbitantes, tanto em termos econômicos e humanos. Sem uma mudança nas políticas atuais: Continue lendo

OMS – Novo relatório: Um em cada cinco europeus morrem de doenças associadas ao meio ambiente

OMS inaugura expansão do Centro Europeu para o Ambiente e Saúde em Bonn, na Alemanha: novo relatório sobre as desigualdades de saúde ambiental

Um cidadão em cada cinco morre de doenças associadas ao meio ambiente da região europeia da OMS. O impacto ambiental de problemas de saúde varia significativamente em toda a região, no entanto, que vão de 14% para 54%. Dentro dos países, os pobres podem ser expostos a riscos ambientais cinco vezes mais do que seus pares mais ricos, segundo novo relatório da OMS.

O relatório “Environmental health inequalities in Europe” sobre as desigualdades de saúde ambiental na Europa é o produto mais recente do Centro Europeu para o Ambiente e Saúde da OMS /Europa , que inaugurou no último dia 12 suas operações ampliadas em Bonn, Alemanha, 10 anos após a sua abertura em 2001.

Clique na imagem para baixar o relatório

“Vivemos em um ambiente em constante mudança que nos leva a sermos inovadores em nosso trabalho e adaptar as nossas estratégias para isso. É por isso que somos gratos ao Governo alemão pelo aumentar o apoio para o trabalho sobre ambiente e saúde, pois esta é uma prioridade para a OMS”, diz a Sra. Zsuzsanna Jakab, Diretora Regional da OMS para a Europa. “Eu vejo o Centro renovado como um centro regional de excelência e de apoio aos países europeus no fornecimento de ambientes saudáveis para todos os seus cidadãos – e, insisto, a todas as pessoas, da mesma forma.”

“Estamos aumentando nosso apoio financeiro ao Centro Europeu porque o ambiente tem um grande impacto na saúde humana. Queremos a OMS para sermos ainda mais ativos neste campo e para apoiar a nossa política de decisões com análise de dados e recomendações”, diz o Dr. Norbert Röttgen , Ministro Federal do Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear da Alemanha.

“A proteção da saúde preventiva exige que ajamos hoje, para que as próximas gerações tenham um mundo saudável amanhã. Para este fim, devemos incluir todas as partes interessadas, de modo a identificar as medidas conjuntas e fortalecer nossos sistemas de saúde. O Centro que expandiu em Bonn é um passo importante nesta direção”, diz Daniel Bahr, Ministro Federal da Saúde da Alemanha.

Para ler a matéria completa (em inglês) clique aqui.

Para acessar a página da OMS/Europa “Desigualdades sociais no ambiente e na saúde” com mais informações e documentos disponíveis sobre o tema, clique aqui.

Par ouvir a matéria no site da Rádio ONU clique aqui

22 a 25/07 – FAAP: SHEWC 2012 – Safety, Health and Environment World Congress

O SHEWC – Congresso Mundial de Pesquisas Ambientais, Saúde e Segurança, por muitos anos tem oferecido a possibilidade de atualizar e rever conceitos clássicos e de vanguarda, informações úteis sobre meio ambiente, saúde e segurança. Junte-se a nós no SHEWC’2012 para discutir as últimas pesquisas, bem como promover a pesquisa e desenvolvimento nestas áreas fundamentais. O SHEWC’2012 irá ocorrer em São Paulo, a maior cidade da América do Sul, no Brasil, no período de 22 a 25 de Julho de 2012.

O tema desta edição do SHEWC é: “Crescimento e Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Necessidades do Século XXI”.

Os idiomas do congresso serão: inglês, português e espanhol. Continue lendo

%d blogueiros gostam disto: